1 de jun. de 2020

Você sabe quais eram os tipos de escravos no Brasil?

Eram vários os tipos de escravos no Brasil a saber:
Escravos de eito eram aqueles que pegavam no trabalho duro dos canaviais, trabalhavam muito e tinham uma péssima alimentação e recebiam constantemente maus tratos.
Os escravos de ganho eram escravos que realizavam tarefas remuneradas entregando ao senhor uma quota diária do pagamento recebido. Foi relativamente comum este tipo de escravo conseguir formar um pecúlio, que empregava na compra de sua liberdade, pagando ao senhor por sua alforria.
Os escravos domésticos realizavam serviços forçados que envolviam limpeza como lavar pratos, varrer a casa, cozinhar as refeições, cuidar de crianças e idosos, satisfazer o desejo sexual dos senhores e senhoras, alimentar cães, limpar latrinas e etc.
Geralmente, os escravos que eram designados aos serviços domésticos eram escravos considerados "razoavelmente bonitos" e que não demonstravam força física. Esses escravos apanhavam menos e eram "tratados com mais dignidade" do que os outros escravos e eram posições desejadas pelos outros escravos.
Escravos de aluguel eram os escravos que, por não conseguirem ser explorados pelos seus senhores, foram empregados em outras fazendas ou minas. Faziam parte de uma boa parte da renda de senhores de escravos que passavam por dificuldades financeiras. Escravos de lida eram os que faziam o trabalho pesado e não tinham direito a descanso, como: obras e carregamento de barris.
Escravos de Ofício eram mais especializados, cuidavam da moagem da cana, do fabrico do açúcar, atividades de carpintaria, construção, olaria, sapataria, barbeiros e etc.




27 de dez. de 2019

AS CONSEQUÊNCIAS FATAIS DA MASTURBAÇÃO SEGUNDO OS MÉDICOS DO PASSADO


Médicos no passado achavam que a masturbação era não apenas um distúrbio moral, mas também uma moléstia do corpo e da mente.

Em 1830, na França, foi publicada a obra Le livre sans titre (“O Livro sem título”), um compêndio ilustrado que condenava a prática da masturbação.
A obra tinha uma pretensão didática e visava conscientizar – e aterrorizar – os jovens masturbadores, trazendo a triste e trágica história de um rapaz que se masturbava com frequência.




Se gostar do vídeo inscreva-se no meu canal curiosidades históricas: Curiosidades históricas
Mais curiosidades históricas em: 

11 de dez. de 2019

VOCÊ SABE COMO FOI INVENTADA A CACHAÇA NO BRASIL?

A invenção da cachaça no Brasil remete aos que escravos misturaram um melaço velho e fermentado com um melaço fabricado no dia seguinte. Nessa mistura, acabaram fazendo com que o álcool presente no melaço velho evaporasse e formasse gotículas no teto do engenho. Na medida em que o liquido pingava em suas cabeças e iam até a direção da boca, os escravos experimentavam a bebida que teria o nome de “pinga”.
Nessa mesma situação, a cachaça que pingava do teto atingia em cheio os ferimentos que os escravos tinham nas costas, por conta das punições físicas que sofriam. O ardor causado pelo contato dos ferimentos com a cachaça teria dado o nome de “aguardente” para esse mesmo derivado da cana de açúcar. Essa seria a explicação para o descobrimento dessa bebida tipicamente brasileira.






Se gostar do vídeo inscreva-se no meu canal curiosidades históricas: Curiosidades históricas
Mais curiosidades históricas em: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...